Quando as mulheres não usavam calcinhas

Em 1717, Pedro I, Czar da Rússia, visitava Paris; certa manhã, quando ele passeava por uma rua movimentada, uma mulher escorregou e caiu de costas com as pernas para cima bem na frente de seu cavalo. O Czar, observando atentamente as belas pernas parisienses, comentou com malícia: "As portas do Paraíso se abrem", enquanto a francesinha tentava se recompor.

Hitler ordena ataques contra navios brasileiros


Uma estratégia naval supervisionada pelo próprio Adolf Hitler resultou no ataque generalizado de submarinos alemães a navios mercantes brasileiros junto à nossa costa nos primeiros oito meses de 1942, quando o governo Getúlio Vargas ainda persistia em manter-se neutro na Segunda Guerra Mundial. Documentos do Tribunal de Nuremberg guardados no Arquivo Histórico do Itamaraty mostram que o Führer autorizou pessoalmente o uso da força contra embarcações do Brasil em maio daquele ano, por considerar os brasileiros em guerra contra o Reich.

Operação Brother Sam: Golpe de 1964 teve apoio dos EUA


A Operação Brother Sam foi um movimento da Marinha norte-americana em apoio aos militares que derrubaram o presidente João Goulart, no dia 31 de março de 1964. Quando as tropas lideradas pelo general Olímpio Mourão Filho se deslocaram de Minas Gerais para o Rio de Janeiro, na madrugada do dia 31, havia receio, por parte dos Estados Unidos, de que o golpe falhasse ou que as forças que apoiavam Goulart - inclusive militares - ensaiassem algum tipo de resistência.

Nada disso, contudo, aconteceu. O golpe foi bem-sucedido e, da parte do governo, não houve qualquer tentativa de se opor aos golpistas, embora o presidente tivesse sido pressionado por seus apoiadores a ter um papel mais ativo com relação ao levante. Jango, porém, diante da vitória militar, optou pelo exílio no Uruguai.

10 fotografias icônicas da Segunda Guerra Mundial


Feliz é o homem que pode olhar para as guerras à distância. Distância no tempo, distância no espaço. Nesse contexto, talvez tenhamos o espírito tomado pelas lágrimas, porque não somos indiferentes à dor alheia, mas nem de longe podemos vislumbrar todo o horror, o sofrimento, a humilhação dos que viveram e dos que ainda vivem a tragédia da guerra.

A canção profética de Jimi Hendrix

Castles Made of Sand,  faixa de Bold as Love,  segundo álbum do lendário guitarrista e compositor Jimi Hendrix, é uma observação perspicaz, porém melancólica, sobre a natureza temporária da existência. A primeira parte da canção  fala de um relacionamento romântico em ruínas por causa do alcoolismo, sem dúvida, uma referência ao tempestuoso caso de amor entre Hendrix e Kathleen Mary Etchingham, que também inspirou "The Wind Cries Mary". A segunda parte é sobre um valente índio assassinado em um ataque surpresa enquanto dormia, na véspera de sua primeira batalha. A música termina falando sobre uma menina deficiente que encontra consolo ao decidir acabar com sua vida arruinada e amargurada.

7 controversos pontos de vista de famosos eventos históricos

É instrutivo olhar para alguns acontecimentos históricos famosos de outro ângulo, de outra perspectiva;  nunca se sabe que tipo de novas informações e esclarecimentos podemos obter. Conforme diz o ditado: toda história tem dois pontos de vista, portanto, os fatos tais os conhecemos, talvez não reflitam toda a verdade, mas somente parte dela.  Venha comigo analisar sete importantes eventos históricos de uma maneira diferente da conhecida.

10 fotografias históricas que provam que os "olhos são as janelas da alma"

"Os olhos são as janelas da alma" - esta frase tem sido atribuída a inúmeras figuras históricas diferentes. Na primeira fração de segundo que observamos alguém, o nosso olhar quase sempre se dirige diretamente para os olhos dessa pessoa,  em uma tentativa de descobrir quem ela é, e quais são as suas intenções. Os olhos transmitem verdades sobre um indivíduo e sobre a sua alma que não podem ser compreendidas por algo tão inadequado como a linguagem humana.

O misterioso incidente do Passo Dyatlov

"Se eu tivesse a chance de fazer a Deus apenas uma pergunta, seria esta: 'O que realmente aconteceu com meus amigos naquela noite?'" Yury Yudin, sobrevivente da expedição.

Você talvez pense que os filmes de terror são assustadores, mas às vezes, a realidade é mais estranha do que a ficção. Em 1959, dez normais e saudáveis esquiadores cross-country partiram em uma viagem de acampamento aos Montes Urais, na Rússia. Nove nunca mais voltaram. Quando seus corpos foram encontrados, muitos mistérios sinistros pairavam no ar. Três deles sofreram lesões por esmagamento que continuam sem explicação. A língua de uma das vítimas nunca foi encontrada.

Os soldados africanos que serviram no exército nazista

Todos nós acreditamos que o exército nazista durante o Terceiro Reich era formado exclusivamente por soldados ditos “arianos”,  que precisavam atender a determinados requisitos: altos, loiros, olhos azuis e ascendência alemã de ambos os pais.

Apesar de não ser muito divulgado pela história, existem inúmeros documentos comprovando que a Wehrmacht foi suprida, quando necessário, por soldados africanos, muitos deles negros e árabes pertencentes à legião estrangeira ou ao exército de seus respectivos países ou colônias localizadas na África e que decidiram se unir os nazistas, quando esses começaram a se mover em torno dessa área com a Afrika Korps, a força militar comandada pelo general Erwin Rommel.

As histórias reais das pessoas que aparecem em 5 famosas fotografias

Apesar de que uma imagem vale mais do que mil palavras, as fotografias nem sempre contam as histórias dos seus protagonistas. O que é visto no negativo é apenas um breve instante de um quadro muito maior. Há verdades inesperadas por trás de algumas das fotografias mais conhecidas da história, algumas trágicas, outras edificantes, todas incríveis.

10 perturbadores pioneirismos históricos

Quando ouvimos sobre "pioneirismos históricos,"  a nossa tendência é pensar em coisas boas: o primeiro homem no espaço, o primeiro homem na Lua,  o primeiro bebê de proveta e outras grandes conquistas da humanidade.  Mas há  um outro conjunto bem mais sombrio de estreias históricas: casos  de morte, de loucura, tortura e assassinato que inspiraram tendências perturbadoras. Aqui estão dez delas.

5 fatos curiosos sobre a vida de Júlio César

Júlio César é o  mais célebre personagem do império romano. Um general e um político brilhante, cujas realizações e influência foram tão significativas que algumas línguas tem palavras para "governante" que derivam de seu nome, como "kaiser" em alemão e "czar" em russo. Outra homenagem duradoura: Ele tem até o seu próprio mês; Quintilis, o mês em que César nasceu, passou a se chamar Julius (julho) em sua honra. Saiba mais sobre o poderoso homem que pronunciou a famosa frase, após uma curta e vitoriosa campanha militar: "Veni, vidi, vici", ou "Vim, vi, venci."

O rei da Inglaterra que não sabia falar inglês

Graças a filmes ambientados na época da Terceira Cruzada, até mesmo as pessoas que não se interessam muito por história  estão familiarizadas com o nome de Ricardo Coração de Leão, governante da Inglaterra de 1189 a 1199. Ele é geralmente retratado como um dos monarcas mais corajosos, poderosos e inspiradores da Inglaterra; um líder forte, que ganhou o respeito de seu maior oponente, o lendário Saladino.

Mimizuka, o sinistro templo das orelhas e narizes

O período Sengoku do Japão foi uma época caracterizada por convulsões sociais, intrigas políticas e constantes guerras entre  os clãs. Nessa parte da história japonesa, os guerreiros do país tinham o costume de pegar troféus humanos para si, mais especificamente as cabeças dos inimigos mortos no campo de batalha. Quase sempre, os senhores feudais pagavam seus soldados com base no número de cabeças decepadas.

8 surpreendentes fatos sobre Alexandre, o Grande

O rei guerreiro Alexandre III da Macedônia, talvez o maior gênio militar do mundo antigo, conquistou territórios que se estendiam  da Grécia ao Egito, seguindo pelo que é hoje a Turquia, o Irã e o Paquistão. Combinando os sucessos no campo de batalha com uma brilhante estratégia na construção de seu  reino, Alexandre passou o seu reinado de 13 anos trabalhando para unir o Oriente e o Ocidente através da força militar e do intercâmbio cultural. A reputação de Alexandre cresceu tão rapidamente que, no momento de sua morte, aos 32 anos, ele era visto como tendo aspectos divinos. Nem sempre é possível separar realidade e ficção das histórias contadas sobre Alexandre ao longo dos séculos, mas nesta postagem falaremos sobre  oito fatos surpreendentes  envolvendo o grande conquistador.

5 personagens históricos que foram julgados depois de morrerem

Ao longo da história do direito, fora os casos comuns aos tribunais, também houve julgamentos de animais, de convicções, de pessoas inocentes, e, acreditem ou não, de pessoas mortas. Nesse artigo, falaremos sobre cinco  julgamentos cujos réus já estavam mortos. É a velha máxima de que a “justiça tarda, mas não falha”, sendo cumprida (ou descumprida ) ao pé da letra!