Machado de Assis – O mestre multimídia

Há quem deteste  adaptações de livros para o  cinema ou televisão. O motivo geralmente apresentado é a pouca fidelidade dessas releituras à obra original.

O nosso maior escritor: Machado de Assis, já teve grande parte da sua obra, adaptada para as telas e palcos, quase sempre com pouco sucesso. Recriar o universo machadiano de ambiguidade, ceticismo, fatalismo, de sugestões implícitas, não é tarefa fácil, é trabalho para titãs.

Mesmo com todas as dificuldades, são inúmeras as adaptações de Machado de Assis, conheça algumas:

Televisão

capitu1

  • Novela: Helena -  Adaptação de Gilberto Braga Direção e direção de Herval Rossano, realizada em 1975.
  • Mini-série: O Alienista - Produção: TV Globo, 1993. Elenco: Marco Nanini, Giulia Gam, Milton Gonçalves, Cláudio Correa e Castro, Antônio Calloni, Marisa Orth, Sérgio Mamberti, e Luís Fernando Guimarães.
  • Mini-série: Trio em Lá Menor - Produção: Wolf Maia, 1999, adaptação de Geraldo Carneiro e direção de Luciano Sabino
  • Novela: Vila do Arco- novela de Sérgio Jockyman baseada no conto O Alienista, direção de Luiz Gallon.
  • Mini-série: Unidos do Livramento - A minissérie reúne quatro contos clássicos de Machado de Assis entrelaçados por um personagem em comum: Damião, que originalmente só faz parte de O Caso da Vara, mas na adaptação de Renata Pallottini passa a ser o personagem principal de todas as histórias: Uns Braços, A Missa do Galo e A Cartomante; que tão bem expressam a ironia e a descrição das sutilezas humanas narradas por Assis.
  • Mini-série: Capitu – Baseada no romance Dom Casmurro,  escrita por Euclydes Marinho, colaboração de Daniel Piza, Luís Alberto de Abreu e Edna Palatnik, texto final e direção geral de Luiz Fernando Carvalho. Uma obra de arte, digna de Machado de Assis, na minha opinião a melhor adaptação de uma obra machadiana. Vale a pena transcrever o depoimento do diretor, Luiz Fernando Carvalho:

"Na minha maneira de ver, a obrigatoriedade de ler Machado de Assis torna sua literatura oficial e sisuda. Quero desconstruir essa imagem. A literatura dele é muito mais que isso. Com Capitu, estamos lutando contra o preconceito de que Machado é chato e antigo. Ele é atual e moderno. Os jovens precisam entender Machado como um grande criador, interativo, imagético, emocional, irônico, melancólico e atemporal"

Cinema

dom-poster02

  • Capitu (1968)
    Direção, roteiro e produção: Paulo César Saraceni.
    Baseado no romance Dom Casmurro.
    Adaptação: Lygia Fagundes Telles, Paulo Emílio Salles Gomes e Paulo César Saraceni.
  • Viagem ao fim do mundo (1968).
    Direção, roteiro e produção: Fernando Cony Campos.
    Baseado nos capítulos O Delírio e O Sermão do Livro do romance Memórias Póstumas de Brás Cubas.
  • Asilo muito louco (1971).
    Direção roteiro: Nelson Pereira dos Santos.
    Baseado no conto O Alienista.
  • A Causa secreta (1972)
    Direção e adaptação: José Américo Ribeiro.
    Baseado no conto homônimo, em Várias Histórias.
  • A Cartomante (1974)
    Direção e roteiro: Marco Farias
    Baseado no conto homônimo, em Várias Histórias.
    Adaptação: Marco Farias, Salim Miguel, Eglê Malheiros.
  •  Um Homem célebre (1974)
    Direção: Miguel Faria Junior.
    Baseado no conto homônimo, em Várias Histórias.
    Adaptação: Miguel Faria Junior e Jorge Laclette.
  • Confissões de uma Viúva Moça (1975)
    Direção e roteiro: Adnor Pitanga
    Baseado no conto homônimo, em Contos Fluminenses.
  • Que estranha forma de amar (1978).
    Direção e roteiro: Geraldo Vietri.
    Baseado no romance Iaiá Garcia.
  • Missa do Galo (1982)
    Direção e roteiro: Nelson Pereira dos Santos
    Baseado no conto homônimo, em Páginas Recolhidas..
  • A Cartomante (1984)
    Direção: Alexander Vancellote.
    Baseado no conto homônimo em Várias Histórias.
  • Brás Cubas (1985)
    Direção: Julio Bressane.
    Baseado no romance
    Memórias Póstumas de Brás Cubas.
    Adaptação: Antônio Medina e Julio Bressane.
  • Quincas Borba (1987)
    Direção, adaptação e produção: Roberto Santos.
  • Memórias póstumas (2001)
    Direção de André Klotzel.
    Adaptação: José Roberto Torero
    Baseado no romance Memórias Póstumas de Brás Cubas.
  • Dom (2003), baseado no romance Dom Casmurro.
    Direção: Moacyr Góes.
  • A Cartomante (2004)
    Direção: Wagner de Assis e Pablo Uranga.
    Baseado no conto homônimo em Várias Histórias.

A obra de Machado de Assis é de domínio público, você pode baixá-la no site: Machado de Assis- Obra Completa, outro site interessante sobre o Bruxo do Cosme é: Machado de Assis.

Fontes:

Machado de Assis

Teledramaturgia

Machado de Assis – O mestre multimídia Machado de Assis – O mestre multimídia Reviewed by Rodrigues Vanzuita on março 11, 2010 Rating: 5
Tecnologia do Blogger.