Os grandes técnicos da Seleção Brasileira

Todo brasileiro pensa entender de futebol, junte-se a esse fato uma imprensa que adora jogar lenha na fogueira e teremos uma pequena idéia da dificuldade que é treinar a seleção brasileira.

Todo mundo tem uma escalação ideal, todos discordam da convocação, do esquema tático, dos treinamentos, da preparação física e daí por diante.
Outro grande problema, por mais paradoxal que seja, é a fartura de jovens talentos que surgem a todo momento no nosso futebol. Como deve o treinador agir às vésperas da Copa do Mundo? Ceder ao clamor popular e levar o  craque inexperiente ou manter-se firme e só convocar jogadores tarimbados?

Dezenas de técnicos já comandaram nossa seleção, poucos conseguiram se destacar e deixar sua marca na história. Os maiores na minha opinião, são os listados abaixo. É claro que você discorda, mas diferente da seleção, aqui você pode opinar. É só usar os comentários.


Cláudio Coutinho

Cláudio Coutinho tinha um método de trabalho, semelhante ao de Dunga: para ele o sucesso da seleção não dependia de craques fora de série, mas sim de esquema de jogo bem feito, um time com disciplina tática. Muito criticado por não ter levado Falcão para a Copa da Argentina,Coutinho deixou as terras portenhas com o terceiro lugar. Aludindo à suspeita de suborno da Argentina na goleada sobre o Peru, Coutinho declarou que o Brasil era o “ campeão moral”  daquela Copa.

O CAMPEÃO MORAL DE 1978

Aymoré Moreira

Na Seleção Brasileira, a carreira de Aymoré Moreira começou em 1953, um ano depois de seu irmão Zezé Moreira Ter conquistado para o Brasil o seu primeiro título internacional, o Pan-Americano de 1952.
Em 1961, no auge de sua carreira, Aymoré Moreira voltou a assumir a Seleção Brasileira. Sem Pelé na maioria dos jogos, Aymoré Moreira conquistou o bi-campeonato mundial, após vencer na final a Tchecoslováquia por 3 a 1. Permaneceu no comando da Seleção Brasileira até 63. Depois do fracasso da seleção na Copa da Inglaterra, em 1966, Aymoré Moreira foi novamente chamado para comandar a reformulação do futebol brasileiro.
Nesta época, convocou pela primeira vez jogadores que seriam destaques na conquista do tricampeonato mundial, como Tostão e Rivellino.

chile_1962

Flávio Costa

flavio_costa Na época de Flávio Costa, ele reinava absoluto como treinador no Brasil. Grande líder e disciplinador implacável, também era um estrategista admirável. Foi treinador da seleção brasileira por mais de 10 anos. Em 1949 ganhou o sul americano. Flávio Costa, carregou junto com os jogadores da sua geração, a culpa pela derrota brasileira na final contra o Uruguai, em 1950, no Maracanã.
Flávio Costa morreu aos 92 anos, no dia 22 de novembro de 1999. Seus últimos dias foram vividos no Flamengo, como membro  de um grupo de sócios ilustres.


Vicente Feola

Vicente Feola foi o comandante da seleção brasileira no nosso primeiro título mundial em 1958. Feola era um homem calmo e bonachão. Pouco valorizado no Brasil, Feola era para os europeus um técnico competente e minucioso. Para a Copa de 1958, Feola convocou o menino Pelé, com apenas 17 anos. Em 1966, foi culpado pelo fiasco do Brasil na Inglaterra. Feola foi auxiliar de Flávio Costa na Copa de 1950.
feola

Zagalo

Zagalo talvez seja o homem mais vitorioso da história do futebol. Armava seus times com simplicidade e competência. Sempre defendeu a seleção com amor e devoção, exigindo dos seus comandados a mesma atitude. Campeão em 1970, foi vice em 1998 e quarto lugar em 1974.

ZAGALO E A DANÇA DO AVIÃOZINHO

Telê Santana

Telê Santana dirigiu a seleção brasileira em duas Copas do Mundo: em 1982 na Espanha e 1986 no México. Telê é considerado por muitos, o maior técnico que o Brasil já teve. Defensor do futebol arte, não admitia jogadas violentas nos times que treinava. Têle, por uma dessas ironias da vida, não conseguiu nenhum título importante com a seleção brasileira.

O MESTRE DO FUTEBOL ARTE

Parreira

Parreira, assim como Cláudio Coutinho, era preparador físico antes ser treinador. Teórico, estudioso das táticas do futebol, chegou a afirmar que o gol é apenas um detalhe. Com ele no comando da seleção, o Brasil quebrou um jejum de 24 anos e levantou a taça em 1994. Em 2006, porém , foi responsável pelo fiasco na Alemanha.

parreira

Felipão

Luiz Felipe Scolari, em 2002 fez uma campanha perfeita na Copa do Mundo. Felipão dirige seus times no estilo linha dura, prioriza a defesa e os contra-ataques. Nunca admitiu palpites na escalação da seleção e é o técnico que todos brasileiros querem de volta no comando do Brasil. 

 
felipao1

Enquanto isso no castelo da Branca de Neve:

outdoordunga620

Os grandes técnicos da Seleção Brasileira Os grandes técnicos da Seleção Brasileira Reviewed by Rodrigues Vanzuita on maio 21, 2010 Rating: 5
Tecnologia do Blogger.