http://kid-bentinho.blogspot.com.br/

Os 10 grandes goleiros do Brasil

O futebol brasileiro está cada vez mais parecido com o europeu. As causas dessa mudança são principalmente: o êxodo dos nossos jogadores para o velho continente, a “estrutura profissional” implantada nas categorias de base, que se transformaram em linhas de produção de jogadores para o mercado europeu e a ênfase na condição física em detrimento da técnica e habilidade.
A posição de goleiro entretanto, melhorou em qualidade de forma espantosa nas últimas décadas. Eram raros os grandes goleiros do nosso futebol e agora temos o melhor do mundo. Íamos buscar goleiros argentinos e uruguaios e agora exportamos guarda-metas para o mundo inteiro.
Fiz a lista dos que considero serem os 10 grandes goleiros da história do futebol brasileiro. Alguns ainda estão jogando, outros eu vi jogar e há os que descobri pesquisando o assunto. A ordem da lista é alfabética, sem nenhuma pretensão de classificar os jogadores.


Barbosa


barbosa

Moacir Barbosa Nascimento é considerado o melhor goleiro a vestir a camisa do Vasco. Titular da seleção na Copa de 1950, foi acusado injustamente de ser o responsável pela derrota brasileira na final contra o Uruguai. Carregou esse fardo, durante o resto da vida. Sobre o fato escreveu Armando Nogueira:

Certamente, a criatura mais injustiçada na história do futebol brasileiro. Era um goleiro magistral. Fazia milagres, desviando de mão trocada bolas envenenadas. O gol de Ghiggia, na final da Copa de 50, caiu-lhe como uma maldição. E quanto mais vejo o lance, mais o absolvo. Aquele jogo o Brasil perdeu na véspera.

Barbosa faleceu em 2000.


Castilho


castilho

Carlos José Castilho é para muitos o maior goleiro da história do Fluminense. Diz a lenda que Castilho tinha uma sorte sobrenatural, daí o apelido de Leiteria ( alcunha comum às pessoas de sorte na época). Seu amor ao tricolor carioca era tanto, que chegou a amputar um pedaço do dedo, a fim de recuperar-se mais rapidamente de uma lesão.
Castilho suicidou-se em fevereiro de 1987.


Dida


DIDA X RAÍ


Nelson de Jesus Silva, o Dida, é especialista em defender pênaltis. Essa qualidade do goleiro já beneficiou o Timão e o Milan em várias oportunidades. Mas é claro que Dida possui outras qualidades que fazem dele, um dos grandes goleiros do Brasil e do mundo: excelente colocação, reflexos apurados e uma calma à prova de tudo.

Gilmar


 gilmar

Gilmar dos Santos Neves jogou em em dois times lendários: o poderoso Santos de Pelé e a seleção brasileira bi-campeã do mundo em 1958-1962. Também defendeu com sucesso o gol do Corinthians. Goleiro super-campeão, sendo considerado por muitos o maior da história do futebol brasileiro.


Júlio César




Quem diria que um dia, um goleiro brasileiro seria eleito o melhor do mundo? Pois Júlio César conseguiu essa proeza, atuando pela Inter de Milão. Mesmo que tenha falhado contra a Holanda na última Copa, creio que nossa seleção será defendida por Júlio César por muitos anos ainda.


Leão


leão_goleiro

Emerson Leão além de ter sido um excelente goleiro, também era um líder dentro de campo, sempre orientando seu time. Marrento, ao longo da carreira se envolveu em confusões e polêmicas. Foi durante dez anos, titular da seleção brasileira e disputou quatro Copas do Mundo.


Manga




Aílton Corrêa de Arruda, mais conhecido como Manga, é o maior goleiro da história do Botafogo. É ídolo também no Internacional e no Nacional de Montevidéu. Possuía uma agilidade fora do normal e realizava verdadeiros milagres debaixo das traves. Em certa ocasião, chegou a defender um escanteio, somente com uma mão.


Marcos




Marcos Roberto Silveira Reis, para os palmeirenses São Marcos, é um goleiro excepcional. Já fez verdadeiros milagres com a camisa do verdão. Jogador carismático, é um líder dentro de campo e um exemplo de amor a um clube.

Rogério Ceni




Além de ser um goleiro espetacular, Rogério Ceni possuí uma qualidade incomum para goleiros: é um magnífico cobrador de faltas. Devido à essa característica ímpar, tornou-se o goleiro com maior número de gols marcados da história.
Rogério é sinônimo de São Paulo e talvez seja o maior ídolo na história do tricolor paulista.


Taffarel




A história dos goleiros brasileiros pode ser dividida em dois períodos: AT e DT. Antes de Taffarel, nas várzeas do Brasil, o gol era destinado ao moleque ruim de bola, depois de Taffarel, o gol passou a ser uma posição almejada pela molecada. Antes de Taffarel, não havia mercado para goleiros brasileiros no exterior. Foi Taffarel quem abriu as portas da Europa para os nossos guarda-metas.
Antes de Taffarel, ficávamos sempre desconfiados com nossos goleiros na seleção, Taffarel foi essencial na conquista brasileira na Copa de 1990 1994. Se há um goleiro brasileiro que é referência na posição, esse goleiro é Cláudio André Mergen Taffarel.



"Maldito é o goleiro. No lugar onde ele pisa, nunca nasce grama".  Frase atribuída a Don Rose Cavaca, humorista carioca.

Compartilhe essa postagem nas suas redes sociais!