http://kid-bentinho.blogspot.com.br/

Seis personagens que todo blogueiro deve representar

Ninguém escreve para si mesmo, escrevemos para os outros. Expor os pensamentos na forma escrita não é tarefa tão fácil. Até mesmo os gênios da literatura já sofreram diante de uma folha em branco.
Mas como resistir ao ímpeto de registrar nossas ideias, mesmo que seja na efêmera forma de um blogue? Não há como, basta ver os milhares de blogues que nascem todos os dias pelo mundo afora.


Há quem diga que vivemos na era da imagem e uma rápida olhada na blogosfera parece avalizar essa teoria. A maioria dos blogueiros inunda seus blogues com postagens alicerçadas em fotografias, montagens de Photoshop e outros recursos visuais.
Eu prefiro acreditar na força da palavra, contudo,  sei que é preciso quebrar a monotonia dos parágrafos com alguma distração para os olhos.

maquina-de-escrever

Meu objetivo é escrever um livro, mas descobri que para alcançar essa meta me faltam qualidades essenciais a um escritor: domínio do idioma e conhecimento das técnicas de escrita ( imaginação e inspiração nunca me faltaram). Daí a razão deste blogue: exercitar a escrita.
Outra ferramenta que tenho usado para estudar as técnicas de escrita, são os livros sobre o assunto. Essa postagem é adaptada do manual da escritora Sonia Belloto: Você já pensou em escrever um livro?
Espero que seja útil a todos que se aventuram na arte de blogar.


O garimpeiro


 garimpeiro

O primeiro personagem é o garimpeiro. Quando estamos no papel de garimpeiro nosso único objetivo é encontrar matéria prima para nossas postagens. Lembrem-se: um garimpeiro não fabrica joias, ele procura pedras preciosas em estado bruto na natureza. É imperativo que tenhamos sempre como anotar as ideias, encontradas no processo de garimpagem. Nunca confie na memória.
Por mais absurdo que pareça o assunto, anote. No tempo certo , ele renderá bons frutos. Por exemplo, faz algum tempo li uma crítica ao livro de Lima Barreto: A Vida e Morte de M.J. Gonzaga de Sá. O crítico dizia que no título do livro há um cacófato. Escrevi no bloco de anotações: o que é um cacófato?. Tempos depois, o assunto rendeu uma boa postagem. Trabalhe como garimpeiro por alguns dias, depois consulte o seu caderno de anotações. Você terá uma mina de ideias à sua disposição.


O planejador


arquiteto

Agora que você tem centenas de pedras brutas para serem lapidadas, é a hora do planejador entrar em cena. Nesse papel, você escolherá os melhores temas e criará a estrutura sobre o qual o texto será desenvolvido. Comparando à uma construção, teríamos os tijolos, o cimento, o ferro; mas para erguer um edifício, precisaríamos de uma planta, um projeto.


O redator


escritor

Após o planejamento, o próximo personagem e ser incorporado é  redator. Ele pega a estrutura do planejador e dispara a escrever.Não é a hora de pensar, mas sim de escrever. Enquanto o assunto não estiver esgotado, mantenha-se no papel de redator. Despeje as ideias no papel. Mesmo que no início os textos apresentem qualidade duvidosa. com o tempo e a prática, eles ficaram cada vez melhores.


O revisor


revisor


O revisor é o quarto personagem a ser convocado. O trabalho dele é analisar o texto e executar as melhorias necessárias. Confesso que costumo omitir o trabalho de revisor, mas ele é de suma importância para a elaboração do texto.
O revisor dá o acabamento final ao texto, depois dele o texto está finalizado, pronto para ser postado. Muito cuidado ao interpretar o revisor, se ele for muito exigente, todo o trabalho dos três personagens anteriores se perderá. Se ele for muito displicente, o texto ficará com uma qualidade inferior.


O gerente de prazos


calendario

A mente sempre encontra mil distrações para adiar o trabalho de escrever. É preciso estabelecer um prazo para postar os  artigos. Sei muito bem que é mais fácil falar do que fazer, mas estabelecer uma meta
e cumprí-la, é vital para o sucesso de um blogueiro. Cada um tem que avaliar a si mesmo e estipular prazos razoáveis. De nada adianta criar um cronograma inatingível. Sobre o assunto leia a  matéria de Paulo Faustino:

Como escrever 4 artigos por dia, 5 dias por semana


O divulgador


publicidade

Mesmo que você seja um mestre na arte de escrever, mesmo que seu texto seja atraente, de nada adiantará se as pessoas não souberem que ele existe.
Você precisa divulgar o seu trabalho.
A melhor forma, do meu ponto de vista, é enviar suas postagens aos agregadores de links. Há muitos, mas os mais conhecidos são Ocioso, Ueba, Colmeia e À Toa na Net .
Muitos se queixam da dificuldade de ser aceito nesses agregadores, mas o esforço vale à pena. Por exemplo, tive uma postagem aceita no Ocioso: O homem do sangue verde e outros intrigantes casos médicos.
Ela recebeu mais de 17.000 visitas e ainda recebe tráfego de lá.
Outro site que recomendo é o Minilua, para cada visita enviada para lá, você ganha cinco novos visitantes.
Saiba mais sobre agregadores nestas duas matérias:

15 agregadores do tipo Ocioso
6 dicas para explodir o seu tráfego

Bem, era isso. Juro que incorporei os seis personagens na criação dessa postagem. Deixe a sua participação nos comentários.


A ARTE DE ESCREVER

Compartilhe essa postagem nas suas redes sociais!