http://kid-bentinho.blogspot.com.br/

Versões de hits estrangeiros mais tocadas no Brasil

Nós brasileiros, adoramos música estrangeira. Astros italianos, latinos, ingleses  e até franceses, tem sucesso garantido por aqui. Mas, somos viciados principalmente em música norte-americana. O que é sucesso lá, é sucesso aqui. Pena que a estrada seja de mão única.
Outra mania nossa é fazer versões de sucessos internacionais. Há quem odeie versões, porque elas geralmente não primam pela fidelidade às músicas originais.

Precisamos ser menos exigentes. Transportar qualquer mensagem de um idioma para outro, é dificílimo, tendo que conciliar palavras e ritmos musicais, então, é quase impossível.
Gostando ou não, há versões brasileiras de sucessos internacionais, que já se incorporaram na nossa história musical. Que tal relembrar algumas delas?


Diana – Carlos Gonzaga


Paul Anka gravou Diana em 1957 e o sucesso foi instantâneo. Compositor talentoso, Paul Anka escreveu canções que foram interpretadas por Frank Sinatra, Elvis Presley, Tom Jones. No Brasil, o melhor intérprete de Paul Anka é Carlos Gonzaga. Em 1958, ele gravou a versão de Fred Jorge para Diana.




Diana com Paul Anka

Estúpido Cupido – Celly Campello


Estúpido Cupido também é versão de Fred Jorge, desta vez para Stupid Cupid, de Neil Sedaka. A música, gravada por Celly Campelo, fez enorme sucesso em 1959. Em 1976, voltou às paradas, porque foi tema da novela Estúpido Cupido, da Rede Globo. Celly Campelo faleceu em 2003.




Stupid Cupid com Neil Sedaka

Não Chores Mais – Gilberto Gil


Gilberto Gil é apaixonado pela obra de Bob Marley. Em 2003 gravou o álbum Kaya n’Gan Daya , só com canções do mestre jamaicano. Antes disso, porém, já havia feito uma versão para No Woman, No Cry.




Bob Marley – No Woman, No Cry
Kaya n’Gan Daya – Pesquisa de preços


Então é Natal – Simone


Todo ano, na época do Natal, a versão de Cláudio Rabello para Happy Xmas invade a mídia. Dizem por aí, que John Lennon se contorce no túmulo quando toca a versão brasileira, mas o sucesso dela é fato consumado.




John Lennon – Happy Xmas

O Amor e o Poder – Rosana


Outra versão de Cláudio Rabello, desta vez para a canção The Power of Love, mundialmente famosa na voz da canadense Celine Dion, mas lançada primeiro por Jenniffer Rush, em 1984. Gravada em 1988 pela cantora Rosana, a música virou  febre nacional.
Vejam só como é sutil a arte da tradução. O título mais óbvio e correto da música seria O Poder do Amor. A simples troca de posição de duas palavras, distorce completamente o sentido do título original.




Jennifer Rush – The Power of Love
Celine Dion – The Power of Love
Celine Dion no Buscapé



Mordidas de Amor – Yahoo


A banda Yahoo, quando contava no elenco com o guitarrista Robertinho do Recife, estourou nas paradas de sucesso cantando Mordidas de Amor, versão para Love Bites, do Def Leppard.
Anjo, versão para Angel, do Aerosmith, também foi sucesso da banda, que se especializou em versões do rock internacional.




Def Leppard – Love Bites

Em Cada Sonho – Sandy Júnior


Os grandes sucessos da dupla foram versões de hits internacionais. O repertório deles é vasto. Cantaram de Mariah Carey à Laura Pausini. A predileção dos irmãos, entretanto, era trazer para o idioma de Camões, as melodias da estrela canadense Celine Dion.
Em 1998, aproveitando o sucesso de My Heart Will Go On, tema do filme Titanic, eles lançaram Em Cada Sonho. A versão tocou exaustivamente na mídia brasileira. A cantora brasileira foi a única no mundo, autorizada a cantar uma versão da música.



My Heart Will Go On – Celine Dion

Hey Jude – Kiko Zambianchi


Versões em português dos Beatles são comuns no Brasil. Efeito da enorme influência que a banda inglesa teve sobre nossos principais músicos.
Nenhuma destas versões alcançou tanto êxito como Hey Jude, de Rossini Pinto.
Interpretada por Kiko Zambianchi, a música fez parte da novela Top Model, de 1989.
O sucesso foi avassalador e o Brasil inteiro cantou Beatles, o que convenhamos, é sempre algo agradável de se ouvir.



Beatles – Hey Jude


Ainda sobre versõe brasileiras de sucessos internacionais,  veja também:

Como detonar um clássico
Beatles made in Brazil
Versões sertanejas de músicas internacionais

Lembra-se de outra versão que fez sucesso por aqui? Então, comente!

Compartilhe essa postagem nas suas redes sociais!