http://kid-bentinho.blogspot.com.br/

Os 10 gols mais famosos em finais do Carioca

Gol de barriga, gol de bicicleta, gol nos últimos minutos… já aconteceu de tudo em finais do Campeonato Carioca. Conheça 10 gols que entraram para a história do torneio, seja pela beleza, dramaticidade e até mesmo pelo desabafo dos artilheiros.

mascotes-rj




1957 – Paulinho Valentim, de bicicleta


Em 1957, o Flu registrava 11 jogos sem perder para o Botafogo e se apresentou para a final do Campeonato Carioca precisando de apenas um empate para garantir o título. No entanto, o plantel tricolor se deparou com a dupla alvinegra Garrincha e Paulinho Valentim. O lendário ponta-direita teve uma atuação impecável e marcou um gol, enquanto o seu companheiro balançou as redes cinco vezes, uma delas de bicicleta. Placar final de 6 a 2, e Botafogo campeão carioca na maior goleada em decisões de campeonatos do Rio de Janeiro.

paulinho_valentim


1976 – O argentino Doval marca no finalzinho


A final, empatada por 0 a 0, caminha para a decisão por pênaltis. Porém, aos 13 minutos do segundo tempo da prorrogação, Doval ganha de Abel e cabeceia com força, fazendo o gol do bicampeão Fluminense sobre o Vasco. 


DOVAL DÁ O TÍTULO AO TRICOLOR




1978 – Rondinelli, o deus da raça


O Vasco precisa do empate para ganhar o segundo turno e forçar uma decisão do campeonato. A três minutos do fim do tempo regulamentar, Rondinelli acerta uma cabeçada fulminante após escanteio cobrado por Zico e faz 1 a 0. Era o início da geração mais vencedora da história rubro-negra.

O DEUS DA RAÇA



1982 – Marquinho marca e Davi vence Golias


Após quatro anos de jejum, com quatro vice-campeonatos, o Vasco chega à final contra o favorito Flamengo, campeão brasileiro daquele ano e mundial de 1981. Com metade da escalação modificada por Antônio Lopes na reta final, o time cruzmaltino vence por 1 a 0, gol de Marquinho.  




1983 – Assis marca aos 45 do 2° tempo


Já nos acréscimos, Assis recebe livre no ataque e toca na saída de Raul. O Fluminense vence por 1 a 0 e acaba com as chances do Flamengo no triangular decisivo. A vitória do Rubro-Negro sobre o Bangu três dias depois confirma o título do Tricolor.



1987 – Tita dá o título ao Vasco


Na partida decisiva do triangular final, que também teve o Bangu, o time cruzmaltino venceu o rubro-negro por 1 a 0 e voltou a conquistar o título estadual depois de um jejum de cinco anos. Com o Maracanã lotado, público de 114.628, os jogadores vascaínos mostraram sua superioridade com uma atuação de gala. Na época, o Vasco contava com um time cheio de estrelas, como Romário, Dunga, Geovani, Tita e Roberto Dinamite.



1988 – Cocada marca e entra para a história


O empate em 0 a 0 diante do Flamengo garantia ao Vasco o bicampeonato estadual na decisão do dia 22 de junho de 1988, no Maracanã. Contundido,  Vivinho deu lugar ao lateral-direito Cocada aos 41 minutos do segundo tempo. Ainda no campo de defesa, o irmão do atacante Muller roubou a bola de Leonardo, tocou para Bismark e disparou para receber a bola. Em uma arrancada fulminante, cortou Edinho na entrada da área e soltou a pancada de esquerda, sem chance para Zé Carlos. Na comemoração, Cocada xingou o técnico Carlinhos, deflagrou a confusão no final da partida e foi expulso.



1989 – Maurício tira o Botafogo da fila


O Botafogo não levantava um troféu desde 1968, e sua torcida era obrigada a ouvir a adversária cantando "Parabéns para você" lembrando cada "aniversário". O sofrimento acaba na final contra o Flamengo, com um gol de Maurício, que vibra alucinadamente após marcar 1 a 0.  



1995 – Renato Gaúcho marca de barriga


Na súmula, o gol da vitória do Fluminense por 3 a 2 sobre o Flamengo foi para Aílton. Mas quem entrou para a história, como um dos gols mais importantes do clube, foi Renato Gaúcho. É na barriga dele que bate a bola chutada por Aílton aos 41 minutos do segundo tempo. Acabava um jejum de nove anos sem títulos. 



2001 – Petkovic dá o tricampeonato ao Flamengo


Com Zagalo no comando, o Flamengo ganha por 3 a 1 em uma final emocionante e conquista o Estadual pela terceira vez seguida , todas contra o Vasco. O gol do título vem aos 43 minutos do segundo tempo tempo, numa falta cobrada com perfeição pelo sérvio Petkovic. 


Compartilhe essa postagem nas suas redes sociais!