http://kid-bentinho.blogspot.com.br/

10 aventureiros que nunca retornaram para casa

O desejo de explorar, ir aonde ninguém nunca foi, descobrir novas civilizações, encontrar riquezas, tem sido a força motivadora dos aventureiros desde a aurora da humanidade. Centenas de homens e mulheres morreram seguindo esse impulso. Alguns desses exploradores conseguiram gravar o nome na história mesmo  perecendo no percurso de suas aventuras.
Nesta lista, a ordem é meramente cronológica. Ela é baseada na lista feita pelo site Listverse, com pequenas alterações a fim de incluir casos ocorridos no Brasil.


10 – Fernão de Magalhães

Fernão de Magalhães nasceu no norte de Portugal. Sonhando encontrar uma rota pelo oeste para a Ilha das Especiarias, renunciou à cidadania portuguesa para servir ao Rei Carlos I, da Espanha. A expedição de Magalhães foi a primeira a navegar do Oceano Atlântico ao Pacífico e a primeira a cruzar o Oceano Pacífico. Ela também completou a primeira circunavegação da Terra. Fernão de Magalhães, porém, não concluiu a viagem. Morreu em combate com os nativos de Mactan, ilha das Filipinas, trespassado por uma lança de bambu.

fernão
Saiba mais: Fernão de Magalhães na Wikipédia


9 – Lope de Aguirre

Lope de Aguirre foi um explorador espanhol que participou de uma expedição, que descendo o rio Amazonas, pretendia encontrar a mítica Eldorado. No inicio  era apenas um oficial menor, mas chegou ao comando dos expedicionários através de um motim. Lope de Aguirre rebelou-se contra a Coroa Espanhola, levando o terror aos povoados que encontrava pelo caminho. Em 1561 tomou a Ilha de Margarita, governando com extrema violência. Foi morto em batalha, quando tentava invadir o Panamá, antes porém, assassinou à punhaladas a própria filha, para que ela não caísse nas mãos do inimigo. O corpo de Aguirre foi esquartejado e as partes foram enviadas para várias cidades da Venezuela.

Lope_de_Aguirre

      Klaus Kinski interpretando Aguirre no filme: Aguirre, a Cólera dos Deuses, de Werner Herzog


8 – Fernão Dias Paes Leme

Fernão Dias Paes Leme, foi um bandeirante paulista conhecido como o Caçador de Esmeraldas. Liderou várias expedições ao então inexplorado sertão brasileiro. Obcecado com a ideia de encontrar esmeraldas, partiu em 1674, com 600 homens para encontrar as pedras preciosas. No outono de 1681, encontrou  pedras verdes,  mas não eram esmeraldas e sim, turmalinas. Fernão Dias Paes, morreu de febre, no meio da mata, sem tomar conhecimento da falsa descoberta.
A epopeia do bandeirante, foi descrita em versos pelo poeta Olavo Bilac. É tema de canções, filmes e livros.

fernão_dias
O Caçador de Esmeraldas – Poema de Olavo Bilac
Elis Regina interpreta O Caçador de Esmeraldas

 

7 – James Cook

O capitão James Cook foi um explorador,  navegador e cartógrafo britânico. Cook fez mapas detalhados da Terra Nova antes de fazer três viagens para o Oceano Pacífico, durante as quais conseguiu o primeiro contato europeu com a costa oriental da Austrália e com o Arquipélago do Havaí, bem como a primeira circunavegação da Nova Zelândia. Em 14 de Fevereiro de 1779, em Kealakekua Bay, no Havaí, alguns havaianos roubaram umas pequenas embarcações de Cook. Normalmente, como fazia no Taiti e outras ilhas, Cook intencionava tomar reféns , até que os artigos roubados fossem devolvidos. Infelizmente, ele tentou tomar como refém o rei do Havaí, Kalaniōpuu. Os havaianos não permitiram tal afronta, Cook  e seus homens tiveram que recuar para a praia. Quando Cook virou as costas para ajudar a lançar os barcos, ele foi atingido na cabeça pelos aldeões e esfaqueado até a morte.

james-cook

James Cook na Wikipédia


 

6 – David Douglas

David Douglas foi um botânico escocês. Autodidata, jovem e inteligente, explorou a flora da América do Norte, enviando para a Europa centenas de plantas e sementes desconhecidas do Velho Mundo. Em 1834, foi para o Havaí para estudar a flora local. Ao aproximar-se de uma armadilha que havia capturado um boi selvagem, chegou muito perto da borda, e quando ela cedeu, caiu no buraco com a besta enfurecida. Douglas foi brutalmente atacado pelo animal e morreu ao 35 anos.

David_Douglas



5 – David Livingstone

Dr- Livingstone

David Livingstone foi um missionário e explorador escocês. David Livingstone não foi o primeiro, mas com certeza foi o maior explorador da África. Quando embarcou pela primeira vez para o continente negro, em 1841, pretendia atuar principalmente como missionário. Percebeu logo que as missões em território pouco povoado não seriam promissoras, se não viajasse muito e visitasse os "selvagens" , como os nativos eram chamados pelos colonizadores. Ao todo, ele percorreu 48 mil quilômetros em terras africanas. Numa aventura de mais de 15 anos, atravessou duas vezes o deserto de Kalahari, navegou o rio Zambeze de Angola até Moçambique, procurou as fontes do Nilo, descobriu as cataratas Vitória e foi o primeiro europeu a atravessar o lago Tanganica. Cruzou Uganda, a Tanzânia e o Quênia. Certa vez, foi atacado e ferido por um leão, só escapando da morte graças a intervenção de um empregado africano. Mesmo sobrevivendo à fera, nunca voltaria ao solo natal. David Livingstone morreu em 1873 de malária.

David Livingstone na Wikipédia


4 – Robert Falcon Scott

O capitão Robert Falcon Scott foi um oficial da marinha britânica e um explorador que liderou duas expedições às regiões da Antártida: a Expedição Discovery e a malfadada Expedição Terra Nova. Durante este segundo empreendimento, Scott liderava um grupo de cinco homens que alcançou o Polo Sul em 17 de Janeiro de 1912, apenas para descobrir que eles haviam sido precedidos pela expedição do norueguês Roald Amundsen. Em sua viagem de retorno, Scott e seus quatro companheiros morreram de uma combinação de fome, exaustão e frio extremo.

Robert_Falcon_Scot
Scott na Wikipédia


3 – Percy Fawcett

Percy Fawcett foi um famoso arqueólogo e explorador inglês que desapareceu na Serra do Roncador. Em 1925, Percy convidou seu filho mais velho, Jack Fawcett, para acompanhá-lo em uma missão em busca de uma cidade perdida, a qual ele tinha chamado de "Z". Após estudar lendas antigas e registros históricos, Fawcett estava convencido que tal cidade realmente existia e se situava em algum lugar do estado do Mato Grosso, mais precisamente na Serra do Roncador. Curiosamente, antes de partir ele deixou uma nota dizendo que, caso não retornasse, nenhuma expedição deveria ser organizada para resgatá-lo.O seu último registro se deu em 29 de maio de 1925, quando Fawcett telegrafou uma mensagem a sua esposa dizendo que estava prestes a entrar em um território inexplorado acompanhado somente de seu filho e um amigo de Jack, chamado Raleigh Rimmell. Eles então partiram para atravessar a região do Alto Xingu, e nunca mais voltaram.

percy-fawcett

Fawcett na Wikipédia


 

2 – Roald Amundsen

Amundsen foi o grande explorador das regiões polares. Em 1905, atravessou a passagem noroeste, que liga o oceano Atlântico ao Pacífico, na região norte do Canadá. Em 1911 chegou ao Polo Sul.
Roald Amundsen morreu em 18 de junho de 1928, em um acidente com o seu hidroavião , no Oceano Ártico. O voo tinha como objetivo procurar pelo explorador e aviador italiano Umberto Nobile, cujo dirigível Italia retornava do Polo Norte e caiu a nordeste do arquipélago Svalbard. A busca por Amundsen e pelos seis desaparecidos do Italia continuou por todo o verão de 1928. O hidroavião de Amundsen nunca foi encontrado. O corpo de Roald Amundsen permanece no Ártico.

Roald_Amundsen

Amundsen na Wikipédia


 

1 – Amelia Eahart

amelia
Amelia Eahart foi pioneira na aviação americana. Ela foi a primeira mulher a voar sozinha sobre o Atlântico. Eahart estabeleceu diversos recordes, escreveu livros sobre suas experiências que se tornaram best-sellers e foi essencial na formação de organizações para mulheres que desejavam pilotar.
Amelia Eahart desapareceu no oceano Pacífico, perto da Ilha Howland, enquanto tentava realizar um voo ao redor do globo em 1937. Foi declarada morta no dia 5 de Janeiro de 1939. Seu modo de vida, sua carreira e o modo como desapareceu até hoje fascinam as pessoas.


Eahart na Wikipédia