15 incríveis fotos coloridas de uma era em preto e branco

Durante uma visita à biblioteca, me deparei com "O Mundo Maravilhoso de Albert Kahn". Tentado pela capa, abri o livro e encontrei uma coleção de cerca de 400 fotografias em cores – muitas delas datadas de antes de 1920.

A história de Albert Kahn me surpreendeu. De acordo com a sinopse do livro: "Kahn usou sua  fortuna para enviar um grupo de fotógrafos intrépidos para mais de 50 países ao redor do mundo, muitas vezes em momentos cruciais da história, quando antigas culturas estavam à beira de ser mudadas para sempre, pela guerra e pela marcha da globalização do século XX ".

Ninguém sabia sobre a coleção de Kahn - mais de 72.000 auto cromos - até bem recentemente. Agora, graças aos compiladores empoeirados da BBC, finalmente estamos dando um pouco de cor ao que tendemos a imaginar como uma era totalmente  em preto e branco.


15 – Caçador mongol

Mongólia, 20 de julho de 1913

caçador_mongol

Quando a dinastia Manchu da China entrou em colapso em 1911, seus antigos súditos na Mongólia rapidamente declararam independência. Entretanto, esta foi contestada pela recém-nascida República da China, cujas forças conseguiram reconquistar o país, enquanto a  outra potência da região, Rússia, estava ocupada com a sua revolução. Mas a posse da China foi breve: um renegado exército anti-comunista da Rússia logo tomou o controle do país.

Esta fotografia foi tirada apenas dois anos após a independência da Mongólia, e seis anos antes das invasões chinesas e russas.

 

14 – Meninas curdas levando jarros de água

Zakho, Iraque, 11 de maio de 1917

meninas_curdas

Os curdos são um povo cuja história é complicada e difícil. Vivendo na sobreposição das fronteiras do atual Irã, Síria, Turquia e Iraque, eles ainda não têm um país próprio, apesar de frequentes conflitos com os governos que governam sobre eles.

Já em 1920, os curdos receberam a promessa de uma pátria independente pelos vencedores aliados da Primeira Guerra Mundial. Esta promessa nunca foi cumprida. Mais recentemente, os curdos - alguns deles, talvez, descendentes dessas meninas na fotografia - sofreram genocídio nas mãos do ditador iraquiano Saddam Hussein.
Se a Guerra do Iraque pode ser justificada por algum motivo, talvez seja pelo fato de que, desde a chegada das tropas americanas e aliadas, o sofrimento dos curdos cessou, ou pelo menos diminuiu.

13 – Vítima de limpeza étnica

Monte Athos, Grécia, 10 de setembro de 1913

limpeza_etnica

Esta fotografia perturbadora foi tirada  logo após a Segunda Guerra Balcânica, que viu os búlgaros lutando contra seus antigos aliados da Primeira Guerra Balcânica: Grécia e Sérvia. A segunda guerra  ocorreu após um desacordo sobre a divisão dos despojos da primeira.

O homem bem vestido na foto - provavelmente um búlgaro  - foi preso por soldados gregos perto de um mosteiro nos montes Athos . Seu destino permanece desconhecido. A Península dos Balcãs, na borda leste da Europa, continua sendo uma dos lugares mais instáveis do mundo, tendo visto vários genocídios ao longo da história.

12 – Família argelina preparando cuscuz

Biskra, Argélia, 1909-1911

família_argelina

Esta família está preparando cuscuz, que tem sido um alimento básico para o povo da África do Norte, incluindo a Argélia, Líbia, Tunísia e Marrocos. O menino de boné vermelho terá cerca de 110 anos de idade, se ainda estiver vivo.

11 – Meninas mascando nozes de areca

Vietnã, 1921

meninas_vietnã

Mascar noz de areca é uma importante tradição em muitos países asiáticos, incluindo o Vietnã. O povo crê que tal costume traz vários benefícios à saúde, como a prevenção da cárie dentária - o que pode parecer pouco provável a qualquer um que já tenha visto as manchas vermelhas brilhantes deixadas pelo suco nos dentes em toda a Ásia. Uma pesquisa recente sugeriu mesmo uma correlação entre o câncer de boca e o consumo da noz de areca.

Isso em nada  diminui o valor humano desta foto, que, ao contrário de muitas fotos da época, capta um momento informal, tranquilo e bastante bonito, vivido por essas duas meninas numa aldeia de tantos anos atrás.

10 – Lanche em During Wartime

Reims, França, 1 de abril de 1917

soldado_almoçando

Durante a Primeira Guerra Mundial, o exército aliado contava com mensageiros de bicicleta para passar informações entre as linhas. Eles também tinham telégrafo e linhas telefônicas, mas estes eram vulneráveis ​​à sabotagem e à queda das bombas alemãs. Esse mensageiro, durante um momento de descanso, está desfrutando de um pedaço de pão e um pote de chá. Bem merecidos, eu diria.

9 – Crianças brincando durante a 1° Guerra Mundial

Reims, França, 1917

crianças_brincando

Estas crianças estão brincando entre as ruínas de Reims, 129 quilômetros a nordeste de Paris . Como estava perto do Front Ocidental, Reims foi severamente atingida pelo bombardeio alemão e pelos ataques subsequentes durante as hostilidades da Primeira Guerra Mundial.

8 - Rabindranath Tagore

Boulogne-Billancourt, França, junho 1921

tagore

Rabindranath Tagore, uma das inúmeras contribuições da Índia  para a literatura, é visto aqui cercado pelas rosas do jardim de Albert Kahn. Tagore, nascido em Calcutá, foi agraciado com o Prêmio Nobel de Literatura em 1913, principalmente por sua obra poética.

7 – A Praça dos Mortos

Marrakesh, Marrocos, 18 de junho de 1926

marrakesh

Jemaa el-Fnaa, como é chamada em árabe, é ainda hoje a principal praça de Marrakesh, uma cidade famosa por suas mesquitas, pela influência espanhola em seus edifícios de arenito vermelho e pela sua aparência exótica varrida pelo vento.

A coisa mais impressionante sobre esta fotografia, na minha opinião, é o efeito causado pelas diferenças de foco: muitas das pessoas no quadro; como o amontoado de devotos religiosos, o camelo camuflado e a vendedora  solitária estão num foco perfeito, enquanto que as pessoas desfocadas dão uma forte sugestão de movimento. Esse contraste faz parecer que a foto poderia ter sido tirada ontem.  A data, porém, lembra-me que meus avós eram crianças na época em que ela foi feita.

6 – Soldados feridos

Moreuil, França, 30 de julho de 1916

soldados_feridos

Esta é uma das melhores fotos da Primeira Guerra mundial que eu já vi. Ela não tem aquela sensação de velhice pertinentes a esse tipo de fotografia. É fácil imaginar os soldados feridos falando com a enfermeira, ou bebendo um copo de vinho.

5 – Infância

Verona, Itália, 16 de maio de 1918

infância

Aparentemente, esta fotografia, tirada em uma igreja em Verona, exigiu um tempo de exposição de mais de um minuto. O efeito traz uma reminiscência de Rembrandt ou Van Dyck, na luz do sol refletida na coluna. Para mim, é o suficiente para contemplar o destino da menina, perdida em reflexão, viajando em  pensamentos que nesse dia, em 1918, pertenciam somente a ela.

4 – Prisioneiro nômade

Ourga, Mongólia, 25 de julho de 1913

prisioneiro

Os nômades da Mongólia desenvolveram um sistema de justiça que se adequava ao seu estilo de vida móvel. O homem visto aqui é um criminoso, está preso a uma corrente pesada  para impedi-lo de correr muito longe através das imensas estepes da Mongólia,  mas que não impedisse que ele fosse capaz de fazer uma marcha forçada, a cada nova mudança da tribo.

3 – Um soldado comprando almoço

Reims, França, 06 março de 1917

soldado_almoço

A charcutaria é um açougue francês, que, antes de existir refrigeração, era especializada  na venda de frios e carnes bem preservadas. Esta loja em particular, em Reims, está surpreendentemente bem abastecida, parece que o soldado não teve problemas com seu almoço.

Observe a  frágil tentativa de se fazer uma barricada na janela do lado esquerdo; como já foi dito acima, esta cidade sofreu muito com o bombardeio alemão. É notável que a vida cotidiana pareça ter seguido normalmente  em Reims, ao longo da Primeira Guerra Mundial.

2 – Uma menina e sua boneca

Reims, França, 1917

menina_boneca

A menina brinca com a boneca, enquanto rifles descansam na parede, bem ao lado dela, mostrando que a Grande Guerra continua. A imagem é uma justaposição poderosa. É fácil esquecer, que, mesmo agora, enquanto levamos vidas com um certo grau de comodidade, milhares de pessoas sofrem com o flagelo da guerra.

1 – Sadhus na Índia Britânica

Bombaim, Índia, 17 dezembro, 1913

sadhus

Esta fotografia, mais do que qualquer outra na lista, mostra a atemporalidade de certas coisas. Se você procurar imagens de Sadhus indianos, ou homens santos, hoje, você vai ver roupas, corpos, costumes e rostos que  se assemelham aos dos homens nesta foto de 99 anos de idade.


Fonte: Listverse

15 incríveis fotos coloridas de uma era em preto e branco 15 incríveis fotos coloridas de uma era em preto e branco Reviewed by Bento Santiago on dezembro 01, 2012 Rating: 5
Tecnologia do Blogger.