http://kid-bentinho.blogspot.com.br/

15 raras fotografias antigas de fumantes de ópio

Em 1906, a produção mundial de ópio tinha alcançado mais de 41.000 toneladas. Em comparação, cem anos depois, foram produzidas apenas 6.610 toneladas. Tanto ópio, obviamente, tinha que ser consumido em algum lugar, sendo assim, no final do século XIX, surgiram casas de ópio nas principais cidades do mundo, como Londres, São Francisco, Nova York, Paris e outras centenas espalhadas por todos os continentes. Fumar ópio era a moda do momento, mas os padrões das casas de ópio variavam muito, como veremos nesta postagem.

Sem querer defender o consumo de ópio ou glorificar o ambiente que o rodeia, creio ser correto afirmar que a cultura do ópio é curiosa, sendo historicamente diferente de qualquer outra relacionada ao uso de drogas ilícitas.

opio_1

Estes fumantes de ópio em Java, estão só na pele e osso - uma indicação de dependência da droga



9China-more-elaboratel

Fumantes ricos como estes três na China, podiam pagar por um ambiente melhor e  por um lugar para deitar-se que não fosse o chão.

 

12vietnam

Um fumador de ópio vietnamita, em um ambiente luxuoso com uma elaborada  parafernália de fumo.


Acredita-se que o uso "recreativo" do ópio tenha começado na China, no século XV. O ópio era raro e principalmente muito caro para a pessoa comum. No entanto, pelos séculos XVIII e XIX, os britânicos, que  controlavam a Companhia das Índias Orientais, inundaram a China com ópio, por meio do contrabando, diga-se de passagem. A droga ficou, portanto, mais acessível. Além disso, ela foi misturada com o tabaco, tornando o seu uso mais fácil.

É correto dizer que, no século XVIII, fumar ópio tornara-se parte integrante da cultura chinesa, durante a Dinastia Qing. No século XIX, levado por imigrantes chineses e por comerciantes ávidos por mais essa fonte de lucro, o vício espalhou-se para os bairros chineses em cidades asiáticas como Rangum, Saigon e Manila. A cultura do ópio rapidamente emplacou nas capitais do sul da Ásia, logo tornando-se uma mania entre as populações locais. Na China, acredita-se que em 1905, mais de um quarto dos homens do país, estava  viciado na droga.

2EenopiumkitopJavaTMnr60009390jpg.img_assist_custom-600x431

1OpiumsmokersChina


Das cidades do sul da asiático, a cultura do ópio viajou para o Ocidente através dos trabalhadores chineses, principalmente aqueles que foram para a corrida do ouro da Califórnia e os que ajudaram a construir a Ferrovia Transcontinental nos Estados Unidos. São Francisco foi o primeiro ponto de entrada, o bairro chinês da cidade ostentava casas de ópio desde 1850, fumantes  não chineses foram permitidos por volta de 1870. Na França, fumar ópio também ganhou uma popularidade razoável na virada do século passado, depois que expatriados que retornavam de suas missões nas colônias da Indochina, introduziram o hábito no país.

3Opiumdenchinatownjpg.img_assist_custom-600x460


7chinatown


Como podemos ver nas imagens mostradas aqui, os fumantes de ópio geralmente ficavam numa posição reclinada. Embora, essa posição, em parte, tenha sido usada porque as pessoas muitas vezes  desmaiavam após consumirem a droga, fumá-la deitada também tinha um propósito prático: os cachimbos de ópio eram demasiados longos para serem confortavelmente manuseados por um indivíduo sentado. E, certamente, poucos desejavam ou conseguiam ficar de pé, depois de usarem a poderosa droga.

8chinese-opium-den

 
opio-2

Um grupo de "típicos fumantes abastados de ópio, na China, no final do século XIX."


Na China, a proibição do ópio foi promulgada em 1729, mas em nada diminuiu a popularidade da droga, que só continuou a aumentar nos próximos 200 anos. Em 1909, foi criada no Ocidente, a Comissão Internacional do Ópio, que visava regulamentar o uso da droga. No início do século XX, o ópio foi proibido em vários países.

4Interiorchineselodginghousesanfrancisco.JPG.

Quatro homens em uma casa de ópio, parte de uma residência chinesa em São Francisco, 1890.



5kolkatajpg.

Estes três fumantes de ópio no bairro chinês de Calcutá  parecem não se importar com a sujeira do ambiente.


13san-francisco

opio_3



15SanFran

Uma mulher fumando na privacidade da sua própria casa, em São Francisco, por volta de 1920.



16denver
Uma casa de ópio em Denver, Colorado

A II Guerra Mundial interrompeu as rotas de comércio do ópio, promovendo o declínio da popularidade da droga e das casas de ópio. Hoje, os opiáceos são usados no bem regulado mercado de medicamentos ou são produzidos e distribuídos  como drogas ilegais, geralmente sob a forma de heroína.

Ao escrever essa postagem, me espantou a semelhança das alterações físicas dos antigos usuários de ópio com os modernos viciados em crack. É triste ver tantas vidas correndo pelo esgoto da escravidão às drogas, é lamentável perceber que a humanidade está fadada a sempre repetir os mesmos erros.