http://kid-bentinho.blogspot.com.br/

Qual é a origem da expressão “espada de Dâmocles”?

A expressão “espada de Dâmocles”  origina-se de uma antiga parábola moral, popularizada pelo filósofo romano Cícero, em seu livro, Tusculan Disputationes, escrito no ano 45 a.C.  A versão de Cícero fala sobre Dionísio II, um rei tirânico que  governava a cidade siciliana de Siracusa durante os séculos IV e V a.C.  Embora fosse rico e poderoso, Dionísio era extremamente infeliz. Ele governava com mão de ferro e havia feito muitos inimigos, vivendo atormentado pelo medo de ser assassinado. O pavor do rei era tão intenso a ponto de ele dormir em um quarto cercado por um fosso e só confiar em suas filhas para raspar-lhe a barba com uma navalha.

Dâmocles era um cortesão bastante bajulador na corte de Dionísio. Ele dizia que, como um grande homem de poder e autoridade, Dionísio era verdadeiramente afortunado. Dionísio ofereceu-se para trocar de lugar com ele por um dia, para que ele também pudesse sentir o gosto de toda esta sorte, sendo servido em ouro e prata, atendido por rapazes de extraordinária beleza, e servido com as melhores comidas. No meio de todo o luxo, Dionísio ordenou que uma espada fosse pendurada sobre a cabeça de Dâmocles, presa apenas por um fio de rabo de cavalo.

espada_damocles

Na pintura de Richard Westall, A Espada de Dâmocles, (1812) os belos rapazes da historieta de Cícero foram transformados em moças virgens para atender o gosto do patrono neoclássico Thomas Hope.


Dâmocles não podia acreditar na própria sorte, mas assim que ele estava começando a desfrutar da vida de um rei, ele notou a espada afiada, pendurada no teto. Desse momento em diante, Dâmocles perdeu o interesse pela excelente comida e pelos belos rapazes. Ele abdicou do seu posto, dizendo que não queria mais ser tão afortunado.

Para Cícero, o conto de Dionísio e Dâmocles representava a ideia de que quem está no poder, vive sempre  sob o espectro da ansiedade e da morte, e que “não pode haver felicidade para aquele que está sob apreensões constantes.” A parábola mais tarde se tornou um tema comum na literatura medieval e o termo "espada de Dâmocles" agora é usado para descrever um perigo iminente.

Da mesma forma, a expressão “por um fio” tornou-se um sinônimo para uma situação preocupante ou precária. Um de seus usos mais famosos ocorreu em 1961 durante a Guerra Fria, quando o presidente John F. Kennedy fez um discurso perante as Nações Unidas no qual ele disse que “todo homem, mulher e criança vive sob uma espada nuclear de Dâmocles, pendurada pelo mais fino dos fios, capaz de ser cortado a qualquer momento por acidente, erro de cálculo ou pela loucura”.